Seu puxadinho dos fundos é a casa de praia de alguém.

Atenha-se ao que você faz de melhor, deixe o resto para os outros

Pois é necessário muito mais energia para evoluir da incompetência para a mediocridade do que avançar do bom para o excelente. Foque seus esforços na melhoria dos pontos fortes pois terá um diferencial claro, ao invés de ser mais um a obter desempenhos medíocres.

Transforme suas atividades de apoio em atividades fins de outras empresas de modo que você obtenha o melhor resultado possível. Assim, uma empresa que tenha como ponto fraco o conhecimento em criação gráfica e design, obterá resultados muito superiores se, ao invés de gastar energia tentando realizar um serviço mediano, terceirizar tal trabalho a outra empresa que seja capaz de realizá-lo da melhor forma possível.

Take away

1. Desafie seu status quo: Na sua visão o que você, sua empresa e equipe fazem melhor que os outros? Agora, o que os outros (fornecedores, clientes e concorrentes) acham que você faz muito bem? Que recursos só você, ou poucos, possuem? Mire sua ‘lupa’, foque seus esforços, e obtenha desempenho digno de aplausos e esteria.

2. Busque parcerias com empresas que tenham como pontos fortes os seus pontos fracos. Terceirize com inteligência.

——————————————————————-

Comprar livro: 

« Saraiva » « BuscaPé » « Submarino » « Americanas »

——————————————————————-

Livro: A Cabeça de Peter Drucker resume as lições essenciais desse pensador extraordinário, mostrando o impacto de suas ideias sobre a produtividade e a liderança de qualquer empresa. O livro traz ótimos exemplos de organizações e executivos que colocaram em prática a sabedoria de Drucker, demonstrando como seus princípios inspiraram e continuam a influenciar ícones do mundo empresarial como Jack Welch, Bill Gates, Michael Dell e Andy Grove

Autor: Jeffrey A. Krames. É autor de diversos best sellers sobre executivos e empresários que alcançaram sucesso no mundo dos negócios, entre eles Jack Welch, Michael Dell, Bill Gates e Lou Gerstner. Já escreveu artigos para o Wall Street Journal, o New York Times e o Financial Times.

———————————————————————

Bônus:

Entrevista: Link

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s